Meu Carrinho

0 ITEM(s)

TOTAL: R$ 0,00

IR PARA O CARRINHO

Qualquer Compra no Nosso Site, você vai

Ganhar um BRINDE especial, aproveite!!!

Fat Blocker

(5273332)

AKMOS  | 

Categoria:  SLIM

Bloqueador de gorduras, Saciador de apetite, Redutor do colesterol , Coadjuvante de beleza, Emagrecimento, Redução do colesterol (combate o mau colesterol) e Manutenção da pele, unhas e cabelos.

90 CÁPSULAS  | 

Envio: CORREIO

mais informações

Fat Blocker

(5273332)

AKMOS  | 

Categoria:  SLIM

Bloqueador de gorduras, Saciador de apetite, Redutor do colesterol , Coadjuvante de beleza, Emagrecimento, Redução do colesterol (combate o mau colesterol) e Manutenção da pele, unhas e cabelos.

90 CÁPSULAS  | 

Envio: CORREIO

mais informações

As combinações acima não possuem estoque.

por: R$ 90,00

ou por 10x de R$ 9,00 sem juros

Quantidade

+

-

COMPRAR

Ver outras formas de pagamento e parcelamento

Frete e prazo

Frete e prazo

calcular

Não sei meu cep

Descrição do Produto

FAT BLOCKER

FIBRAS DE CRUSTÁCEOS COM ADIÇÃO DE SPIRULINA, VITAMINA C, BIOTINA E EXTRATO DE ACEROLA

Há alguns anos, muitos suplementos para emagrecer à base de quitosana fazem muito sucesso no Brasil. A quitosana é uma fibra encontrada em alguns crustáceos, que em contato com água, aumentam de volume e prolongam a sensação de saciedade, fazendo com que a pessoa ingira uma menor quantidade de alimentos durante as refeições. Por a quitosana ser derivada do exoesqueleto de crustáceos como camarão, caranguejos, lagosta e outros crustáceos, pessoas com histórico de alergia a frutos do mar devem evitar o uso de suplementos dietéticos a base de quitosana. Os sintomas da reação alérgica a quitosana inclui dificuldade para respirar, inchaço dos lábios, dor no peito, urticária ou erupção cutânea.

 

O uso da quitosana foi inicialmente estudado pelos japoneses que publicaram algumas pesquisas sobre a substância. A partir daí, despertaram o interesse de cientistas e pesquisadores da Universidade do Ceará, que passaram a estudar e fazer experimentos com a fibra, patenteando a tecnologia que hoje é utilizada para produzi-la. O Parque Tecnológico da Faculdade Federal do Ceará já realizou e publicou dezenas de pesquisas comprovando a eficácia do uso da quitosana na eliminação de gorduras, na redução do colesterol, como alimento funcional, como cicatrizante, entre outros. De acordo com pesquisadores, os resultados dos testes com a fibra comprovaram que ela tem a capacidade de se agrupar a um volume de gordura até 8 vezes maior que seu peso, gordura essa que é eliminada através do trato intestinal, sem ser absorvida pelo metabolismo.

 

Estudos apontam que as fibras da quitosana, além de prolongarem a saciedade, são capazes de absorver a gordura dos alimentos, auxiliando na perda de peso. Se forem consumidas diariamente, obedecendo às instruções da embalagem, é possível eliminar até 24 gramas de gordura todos os dias, o que se equipara a uma redução de 220 calorias na dieta. O emagrecimento acontece porque o corpo gasta a energia acumulada para compensar o gasto com a ingestão da fibra, pois ela não tem calorias e leva embora as gorduras ingeridas.

 

Mecanismo de ação

Quitosana

Quando consumida com bastante líquido, a quitosana forma uma massa gelatinosa, que além de proporcionar uma sensação de plenitude estomacal que ajuda a inibir o apetite e a desencorajar a ingestão de alimentos em excesso, liga-se as gorduras presentes nos alimentos que são posteriormente eliminados através do trato digestivo. A quitosana, devido a carga elétrica, pode absorver gorduras saturadas em meio aquoso. A gordura ligada à quitosana passa pelo organismo sem ser absorvida ou armazenada. O efeito benéfico da quitosana é a redução de níveis de colesterol e triglicérides sanguíneos, devido a sua habilidade em ligar-se aos lipídios, impedindo desta forma, sua absorção ao nível intestinal. A redução dos níveis de colesterol, principalmente LDL, deve-se à afinidade da quitosana de se ligar aos ácidos biliares presentes no sistema digestivo, excretando-os juntamente com as fezes. Para que os níveis deste composto permaneçam presentes no organismo, novos ácidos biliares serão sintetizados a partir dos LDL presentes no sangue.

 

É importante destacar que a quitosana não tem efeito sobre carboidratos e proteínas. Assim, quem faz uso desta fibra como auxiliar de regimes de emagrecimento deve manter uma dieta reduzida de massas, doces (carboidratos) e carnes, leite ovos (proteínas). A maior redução de peso estará sempre associada ao tipo de alimentação que esta sendo utilizada. Também a prática de exercícios físicos, aumenta ainda mais a capacidade de redução de peso corporal. Sozinha a quitosana tem a capacidade de absorver de 4 a 6 vezes o seu peso em gorduras, quando enriquecida com vitamina C, e sua habilidade em ligar-se às gorduras aumenta de 8 a 10 vezes.

 

A quitosana é considerada um alimento funcional e tem sido indicada por médicos e nutricionistas como auxiliar em processos de emagrecimento, associada a dietas com ingestão moderada de calorias e da prática de atividade física. Os próprios pesquisadores alertam que a quitosana sozinha não faz milagres, ela auxilia efetivamente no processo de queima de calorias, eliminando gorduras e diminuindo os índices de colesterol, porém, pode ser muito mais eficaz, se aliada a um programa de exercícios e alimentação balanceada.

 

Spirulina ou Espirulina

Spirulina (ou Arthrospira) é uma bactéria pertencente ao grupo Cyanobacterium (anteriormente conhecido como Cyanophyta ou como grupo das algas verde-azuladas). Há controvérsias que a spirulina seja uma bactéria ou uma alga, mas comercialmente a spirulina é classificada como uma alga microscópica.

Ao contrário do que se acredita, a Spirulina não emagrece. Por se tratar de um alimento rico e por se expandir ao contato com a água do corpo, o consumo desta bactéria confere uma sensação de saciedade que inibe a fome, fazendo assim que as pessoas consumam menos alimentos. Diretamente seu principal emprego é para a alimentação, principalmente na forma de cápsulas ou comprimidos prensados. A Spirulina possui um consumo elevado desde então por suas características: seu elevado conteúdo em proteínas de alto valor biológico. Também se emprega como fonte de pigmentos, como a presente ficocianina, que tem sido apresentado como agente antioxidante, prevenindo enfermidades degenerativas dos órgãos e anti-inflamatório atuando positivamente sobre úlceras e hemorroidas, estimulando o sistema imunológico. Suas características nutricionais são as seguintes:

 

* Proteínas:

Por volta de 65% em peso seco é formado por proteínas.O mais importante destas é sua composição de aminoácidos já que não só contém todos os essenciais senão que além disso sua disponibilidade é muito alta, por exemplo para a lisina se tem descrito até 85% de biodisponibilidade e ficocianina (um pigmento azul), na qual é uma proteína, que se sabe, evita o cancro. Entre os aminoácidos encontrados na Spirulina está presente, em grande quantidade, a metionina. Esta exerce função importante na rápida remineralização de nervos afetados, uma vez que participa da formação de colina, precursor da mielina. Também há que se mencionar a glicina, sobre a qual existem estudos cujos resultados têm demonstrado que sua liberação, por estímulo da medula espinhal, aliviando a dor neuropática. O chamado ácido gammalinolenico (GLA) é outro importante componente encontrado na Spirulina, sendo ela, além do leite materno, o único alimento conhecido que o contém. O GLA atua na prevenção de patologias cardíacas, sendo regulador da pressão arterial, da síntese do colesterol e da divisão celular; previne, também, a deficiência de zinco, a obesidade, etc.

* Hidratos de carbono:

Entre 8 e 14% principalmente na forma de polissacarídeos dos quais os monômeros principais são glucose, galactose, manose e ribose;

 

* Lipídios:

Aproximadamente 6%, mas tanto suas quantidades como composição variam em função das condições de cultivo, principalmente luz e nitrogênio. Se a luz é escassa aumentará o conteúdo de lipídios como reserva de energia. A Spirulina possui atividade contra vários tipos de vírus, atividade essa que pode ser em parte atribuída ao fato de conter sulfoglicolipídios, capacitados a aumentar as respostas imunes e estimular o funcionamento de macrófagos.

 

* Ácidos nucleicos:

Seu baixo conteúdo em ácidos nucleicos faz da Spirulina um produto idôneo para suplementação em pacientes com antecedentes ou predisposição à gota (alto indíce de ácido úrico no sangue), visto que no metabolismos dos ácidos nucleicos se produz ácido úrico.

* Vitaminas:

Por tratar-se de organismos fotoautótrofos têm elevadas concentrações de pigmentos, entre eles β-caroteno, isto é, pró-vitamina A. Em relação às vitaminas que do Complexo B, destaca-se a atuação destas vitaminas no cérebro, sendo assim, que o consumo de spirulina significa, entre outras coisas, beneficiar o desempenho da memória, aumentar a capacidade de atenção e o estado de ânimo de uma forma geral. Há ainda que se comentar que, entre todas as vitaminas componentes do Complexo B, a que desempenha papel mais importante quanto ao funcionamento do sistema nervoso é a vitamina B1. Além da contribuição direta dessa vitamina, a spirulina melhora a eficiência de sua absorção, uma vez que produz um aumento dos bacilos intestinais (lactobacilos). Além disto, a spirulina é o organismo não animal com maior conteúdo em vitamina B12 ou cobalamina e ácido fólico, essencial aos nervos e tecidos saudáveis. As junções destas vitaminas participam da síntese de nucleotídeos purínicos e pirimidínicos, bem como na obtenção de metionina. Uma alimentação insuficiente contribui para suas ausências nos organismos. A deficiência de vitamina B12 pode ocasionar desordens polineuropáticas e neuropsiquiátricas. O ácido fólico juntamente com a vitamina B12 atuam também na prevenção e cura de anemias. A spirulina também possui vitaminas C e E, carotenóides e clorofila (que contribui como purificador e na formação do sangue, renova os tecidos e faz frente à radiação).

 

* Minerais:

Em relação à Spirulina, deve-se também comentar que, em geral, algas absorvem e quelam importantes oligoelementos, de forma natural. Nessas formas orgânicas, são os minerais (entre os quais se destacam o selênio, o cobre e o zinco, e que formadores são de parte das funções bioquímicas importantes para a preservação da estrutura e funcionamento dos tecidos do sistema nervoso) melhor assimilados pelo organismo. O selênio é um mineral antioxidante e, ainda, constituinte essencial de uma enzima específica que encarregada é com relação à eliminação de radicais livres, o que significa que a falta de selênio está associada ao aumento desses radicais. Em relação ao cobre e ao zinco, também possuem poder antioxidante uma vez que são componentes de uma enzima que participa de tal função. O zinco, ainda, também atua na eliminação de radicais livres. Destaca-se a importante presença de ferro, magnésio e outros micronutrientes. É sabido que o ferro ajuda a manter os glóbulos vermelhos e o sistema imunológico, detendo e revertendo a anemia. A Spirulina foi descrita como um “probiótico” e “super alimento”.

As pessoas usam a Spirulina para um suplemento dietético como parte da transformação na sua saúde e vitalidade. A Spirulina é um alimento natural muito concentrado. Muitos a usam como um complemento dietético e como alimento completo. É ideal para aqueles que possuem uma vida muito ocupada. As vantagens do consumo da spirulina são:

* Não precisa ser mastigada, pois é consumido em cápsulas ou comprimido;

* Altamente concentrada para uma fácil absorção de nutrientes;

* Proteínas de alta qualidade.

 

Além de tudo, apesar de encontrarmos a venda a maior parte dos componentes da Spirulina, na forma de fármacos, em particular as vitaminas e os minerais, é sabido que o consumo desses em sua fonte natural apresenta algumas vantagens, já que se encontram unidos a complexos de proteínas, hidratos de carbono, lipídios e queladores, que em conjunto são facilmente assimilados pelo organismo. Ao contrário de seus análogos industrializados, que apresentam significativas mudanças em suas estruturas químicas.

A Spirulina, como parte de uma dieta de comida natural saudável, pode ajudar a massa corporal a atingir níveis saudáveis novamente. Muitas pessoas utilizam-na juntamente com uma dieta com baixo consumo de carboidratos associados com a prática de exercícios físicos, para atingir melhor os resultados esperados. Consumir spirulina antes das refeições pode ajudar a saciar sua fome. Não se trata de suprimir o apetite, pois não contém drogas ou compostos químicos que enganem o organismo. É simplesmente uma super nutrição, natural, concentrada e de fácil digestão. Sendo a digestão o maior processo que ocorre no corpo, quanto menos demorar a extrair os nutrientes dos alimentos, mais tempo tem o organismo para usar em reparações, crescimento e funções vitais.

 

Biotina

A biotina é uma vitamina hidrossolúvel do complexo B essencial para função normal das células, desempenhando um papel fundamental na manutenção da integridade da pele. A Biotina é um nutriente essencial necessário para o crescimento das células e para a produção de ácidos graxos, anticorpos, enzimas digestivas e metabolismo da niacina (vitamina B3). Ela também faz o papel principal no metabolismo das proteínas e carboidratos e é essencial para utilização correta de outras vitaminas do complexo B. A Biotina é comumente chamada de vitamina H. A biotina é necessária para o metabolismo de gorduras, carboidratos e proteína. Como uma coenzima, está envolvida em diversos processos e é utilizada por cada célula no corpo. A biotina está envolvida no metabolismo da energia, e exerce um papel permitindo que o corpo utilize a glicose. Portanto, a biotina é útil para manter um nível estável de açúcar no sangue. Também é essencial para o crescimento e recuperação celular.

Esta vitamina contribui para a saúde da pele e do cabelo, podendo ajudar no papel de prevenção à queda de cabelo. Ajuda a formar e manter estruturas químicas na queratina (a principal proteína encontrada em cabelos e unhas). A biotina é muitas vezes recomendada para fortalecimento de cabelo e unhas. Consequentemente, é encontrada em muitos produtos cosméticos e de saúde para o cabelo e unhas.

Existem sugestões que a biotina também tem a capacidade de aliviar dores musculares, depressão e funciona como cura de dermatites. Atualmente, tende-se cada vez mais a propor o emprego da biotina no adulto para o tratamento da acne e de todas as alopécias, com ou sem seborréia. A seguir vemos a ampla aplicação de uso da biotina:

• Energia e perda de peso: a biotina ajuda o corpo a usar melhor os alimentos para energia. Isto significa que a biotina pode aumentar os níveis de energia e, fazendo com que o processo de digestão seja mais eficaz, e pode ajudar as pessoas a perder peso. Isto faz da biotina um suplemento ideal se estiver procurando ter mais energia e perder peso.

• Cabelo e unhas: Suplementos de biotina podem melhorar unhas finas, rachadas ou frágeis, bem como a saúde do cabelo. Biotina também tem sido usada para combate a alopécia (perda completa ou parcial do cabelo) em crianças e adultos.

• Pele: Existem impressionantes evidências de testemunhos para sugerir que a biotina pode melhorar drasticamente a saúde da pele. Se o indivíduo adquirir dermatite ou eczema, a biotina pode ser um auxiliar adequado para o seu programa atual de tratamento de pele.

• Diabetes: Pessoas com diabete tipo 2 muitas vezes têm baixos níveis de biotina. A biotina pode estar envolvida na síntese e liberação da insulina. Uma melhor resposta à insulina pode reduzir a sua dependência à insulina e melhorar sua saúde geral.

• Neuropatia periférica: a suplementação de biotina que melhora os sintomas de neuropatia periférica em algumas pessoas que desenvolveram esta condição de diabete existente há muito tempo ou hemodiálise contínua devido à insuficiência renal. Neuropatia periférica se refere aos danos dos nervos das extremidades, mais comumente pés e panturrilhas. É similar a um entorpecimento, formigamento, sensação de calor extremo ou de estranhas, e pode ser acompanhado por dor, fraqueza muscular, e dificuldade ao caminhar. Pessoas que tomam biotina para estes propósitos tendem a notar melhoria logo de 1 a 3 meses depois de começar a tomar o suplemento.

• Infecções de Cândida: Infecções de Cândida afetam a pele, boca e vagina e são causadas por um fungo similar à levedura. Possíveis sintomas incluem manchas brancas na boca ou garganta, rachaduras dolorosas nos cantos da boca, erupções cutâneas encontradas comumente na virilha, entre dedos e dedos do pé, e embaixo dos seios e coceira e irritação vaginal. Alguns cientistas acreditam que pessoas com carência de biotina podem ter mais probabilidade de serem infectadas com a Cândida.

• Colesterol alto: Estudos com animais e alguns estudos com humanos sugerem que baixos níveis de biotina são associados com alto nível de colesterol total e LDL ("colesterol ruim").

• Transtorno do déficit de atenção: Testemunhos controversos, mas interessantes indicam que pessoas com TDA podem beneficiar de suplemento de vitamina B devido à sua função na melhoria do alcance de atenção. Evidências de testemunhos indicam que o efeito de vitaminas B no alcance de atenção é eficaz.

 

Ação terapêutica

- Bloqueador de gorduras;

- Saciador de apetite;

- Redutor do colesterol;

- Coadjuvante de beleza.

 

Indicações

- Emagrecimento;

- Redução do colesterol (combate o mau colesterol);

- Manutenção da pele, unhas e cabelos.

 

Reações adversas

Não há relatos até o momento, nas literaturas pesquisadas.

 

Contra-indicações

Pessoas alérgicas a peixes e produtos de pesca (crustáceos) não devem consumir este produto.

Grávidas, lactantes e crianças não devem consumir este produto.

 

Modo de usar

Ingerir 2 (duas) cápsulas juntamente com líquido, duas vezes ao dia , 30 minutos antes das principais refeições (almoço e jantar). Não exceder a porção diária recomendada. O consumo deste produto deve ser acompanhado da ingestão de líquidos.

 

Compatibilidades e farmacotécnica

Não há relatos até o momento, nas literaturas pesquisadas.

 

Incompatibilidades

Não há relatos até o momento, nas literaturas pesquisadas.

 

Toxicidade e mutagenicidade

Não há relatos até o momento, nas literaturas pesquisadas.

 

Conservação

Armazenar o produto em temperatura entre 15°C a 30°C e em local escuro, ventilado e seco.